quarta-feira, 15 de novembro de 2017

ARQUIVO MÉDICO: NOVO CURSO VIA INTERNET NA AGENDA DA ACERVO

Atendendo 'a várias solicitações de entidades da área de Saúde, para oferecer cursos voltados a organização do Arquivo Médico, disseminando informações, a ACERVO Organização e Guarda de Documentos, empresa de serviços na área de Gestão de Documentos, no mercado desde 1993, está com inscrições abertas para o curso "GESTÃO DE DOCUMENTOS EM ARQUIVO MÉDICO" no endereço http://www.acervo.com.br/gestao-de-documentos-em-arquivo-medico/

O curso está agendado para o período de 11 a 15 de dezembro, via INTERNET, com carga horária de 12 horas e o valor do investimento está em promoção.

Leia abaixo as informações completa do curso:


CURSO: GESTÃO DE DOCUMENTOS EM ARQUIVO MÉDICO

OBJETIVOS
Capacitar profissionais que atuam na área de Saúde, em  metodologia de organização de documentos físicos e digitais, produzidos e recebidos em Hospitais, Clínicas, Laboratórios, Plano de Saúde etc., na aplicação de metodologias de arquivamento, que facilitam a rápida localização da informação, atendendo 'as necessidades do Médico e paciente.


O curso orientará quanto 'as normas e resoluções aplicáveis na Gestão de Documentos (ABNT, Ministério do Trabalho, Conselho Federal de Medicina, ONA etc.).

FACILITADORES
Juan Cacio Peixoto
Bibliotecário pela Universidade Federal do Espírito Santo | UFES
Especialização em Organização de Arquivos | UFES
Cursando Mestrado em Estudos do Patrimônio | UAB-Portugal
Sócio da Acervo Organização e Guarda de Documentos

Tem desenvolvido importantes projetos de Gestão de Documentos em empresas de todos os segmentos e portes.

Transfere em seus cursos, valiosas experiências, adquiridas em suas múltiplas Consultorias em Gestão de Documentos e Arquivos.

Margarete Farias de Moraes
Possui Bacharel em Arquivologia pela Universidade do Rio de Janeiro - UNIRIO (1993), Licenciatura e bacharel em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ (2001) e Mestrado em História das Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz (2005).

 É Doutoranda do PPGE/UFES. Atualmente é professora do Departamento de Arquivologia da Universidade Federal do Espírito Santo.

Tem experiência em docência e organização de centros de documentação, arquivos médicos e administrativos, com ênfase no planejamento e gestão arquivística. Possui também experiência em docência na área de História, com ênfase em História das Ciências.

Tem como campos de investigação a história, a educação e o gerenciamento de informação na área de saúde.

CARGA HORÁRIA
12 horas


INVESTIMENTO
R$ 150,00 (valor promocional de lançamento)

  
PROGRAMA
1- Introdução aos estudos de Arquivo

  •        Arquivo: conceitos e finalidades
  •        A Informação, o Documento e o Arquivo;
  •        O Arquivo, a Biblioteca e o Museu: objetivos e finalidades;
  •        Fases do Arquivo: Ativo/Corrente, Intermediário, Inativo e Histórico;
  •        Profissão de Arquivista e funções do Auxiliar de Arquivo.

2- Elaboração da Tabela de Temporalidade Documental | TTD
  •        O que é Gestão de Documentos
  •       Critérios de elaboração da TTD;
  •       Critérios de elaboração da TTD;
  •       Prazo de guarda dos documentos;
  •       Eliminação de documentos;
  •       Atualização da Tabela.


2.1- Tabela de Temporalidade Documental | TTD
  • Legislação referente a temporalidade documental no Arquivo Médico
  • Conselho Federal de Medicina | Resolução
  • Ministério do Trabalho | Norma Regulamentadora


3- Serviço de Arquivo Médico e Estatística
  • Finalidade e Função
  • Legislação
  • Serviço de Arquivo Médico
  • Competências e Atribuições do Arquivo Médico
  • Responsabilidade do Arquivo Médico


4- Espaço físico para o Arquivo
  • Estrutura física
  • Leiaute e adequação do espaço
  • Mobiliário, equipamentos e segurança
  • Conservação e preservação


5- Metodologia de organização
  •       Seleção e avaliação de documentos;
  •       Classificação e Ordenação: metodologia;
  •       Recuperação da Informação: Inventário/Índice de Arquivo;
  
6- Prontuário do Paciente
  • Definição, histórico e objetivos
  • O Prontuário como fonte de informações
  • Finalidades preenchimento e questões éticas e legais
  • Funções
  • Sigilosidade e Confidencialidade
  • Cópia do Prontuário para o Paciente
  • Suporte para a área administrativa do hospital


7- Prontuário Eletrônico
  • Implantação do PE
  • Digitalização: etapas e quando começar
  • Certificação Digital
  • Base legal


8- Materiais, equipamentos e mobiliários
  • Materiais utilizados para organização do Arquivo, onde encontrar, principais fornecedores e demonstração.

 Para mais informações, acesse www.acervo.com.br ou 11 2821-6100 e WhatsApp 11 98543-1356