sábado, 4 de julho de 2015

5 LIÇÕES DE JOSÉ DO EGITO PARA ORGANIZAR SUA EMPRESA


*Juan Cacio Peixoto


Ao se deparar em uma empresa com volume de documentos desorganizados, é comum as pessoas exclamarem “meu Deus do céu, me ajude” e aqui, vou mostrar através da Bíblia, o que as palavras de Deus, mostram que o princípio da organização, sempre esteve presente em todos os momentos, no Antigo e Novo Testamento, contribuindo para salvar vidas, alimentar os povos, vencer guerras e, muitas vezes, dando diretrizes ao povo para se organizarem em casa, no trabalho e nas divisões de terras.

Há oportunidades das pessoas e as empresas se organizarem, nos momentos de muito trabalho, com muitos clientes e uma situação financeira estabilizada, ou seja, vivendo no período das vacas gordas, não souberam se preparar e organizar a empresa para momentos difíceis, uma empresa organizada, produz mais e melhor.

Na Bíblia, a história de José do Egito e o sonho do Faraó, com referência às sete vacas magras e às sete vacas gordas, que era ensinada nas escolas, e já foi objeto de vários filmes.

Perguntado pelo Faraó o que representava aquele sonho, José afirmou que as sete vacas gordas representavam sete anos de bonança que viria para a terra do Egito, enquanto que as sete vacas magras representavam sete anos de fome e miséria.


O Faraó pediu a sua ajuda, entregando-lhe a governança do país, o qual transformou-se no primeiro planejador que conhecemos, quando passou os sete anos de fartura, preparando a nação para os sete anos de escassez que viriam a seguir.

Se os nossos administradores conhecessem essa história, o exemplo de José poderia ter sido seguido quando planejou a longo prazo, para que as vacas magras não tivessem reflexo no Egito.

Se você está com dificuldades para organizar sua empresa, aprenda com 5 lições de José do Egito para organizá-la e, aumentar a produtividade e qualidade dos seus serviços e produtos:

1-   Informação estratégica
Deus lhe mostrou que haveria uma época de prosperidade e uma de crise e de “vacas magras” (Gn. 41:15-32). Com base em toda essa informação, José sugeriu um “plano econômico” que salvou a população local e vizinha da fome absoluta e, ao mesmo tempo, transferiu a renda e a propriedade do povo para os cofres de Faraó (Gn. 41:33-37, 56-57). 

José conseguiu planejar a economia porque o próprio Deus lhe deu a informação necessária e soube muito bem aproveitá-las em benefício da população.

Um bom trabalho de diagnóstico para conhecer as informações estratégicas, contribuirá bastante para um bom planejamento do trabalho a ser executado. José teve habilidade para utilizar as informações que o próprio Deus lhe revelou e aplicou rigorosamente conforme interpretado, etapa por etapa, obedecendo o seu plano.

Que planejamento temos para a organização de nossa empresa?

2-   Planejamento
Planejamento é a mais importante tarefa de um gestor, no momento que é preparada a organização e estruturação de uma determinada meta.


Muitas empresas iniciam a organização do arquivo, sem qualquer planejamento, um período no qual, há muitas dificuldades em localizar documentos, devido ‘as solicitações de Auditoria e fiscalização, os problemas crescem e a organização não chega ao final desejado.
O Egito tinha muitos sábios, mas esses não conseguiram interpretar aquilo que o sonho do Faraó transmitia, e José com a sua sabedoria o soube fazê-lo, e conseguiu através do planejamento evitar uma tragédia.

3-   Paciência
José passou por vários momentos de tribulações, foi odiado pelos irmãos e vendido como escravo e preso injustamente, precisamos de paciência para fazer a vontade de Deus e, embora não gostemos, paciência é construída por meio de tribulações. Não há atalhos aqui. José não poderia chegar a ser o segundo no comando no Egito e trazer a salvação a Israel sem passar pelas tribulações.

Organizar uma empresa requer muita paciência, são anos de documentos produzidos e recebidos, requer um trabalho minucioso, documento a documento e uma equipe preparada e capacitada, paciência é a principal arma para chegar ao sucesso.

Em Hebreus 10:36 diz assim, “Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.”

A organização incomoda pessoas, José, mostrou paciência e integridade ao lidar com os outros.

4-   Liderança
José exerceu forte liderança sobre o povo e todo o seu planejamento de plantio, colheita e venda foram rigorosamente seguidos.

Organizar uma empresa depende de uma forte liderança sobre a equipe, em Gestão de Projetos, aprendemos que precisamos ter o “pai/mãe do projeto”, José soube aproveitar bem a liderança, que teve apoio total do Faraó, para que todo o seu conhecimento fosse colocado em prática e alcançar seus objetivos.

Faraó delegou poder a José, para que agisse e, fazendo assim, assegurou o seu próprio legado como líder eficiente.

José ganhou confiança demonstrando regularmente competência e caráter nos seus relacionamentos com os outros.

5-   Organização
José foi rigoroso em armazenar os alimentos, guardando para os tempos difíceis, após obter as informações estratégicas, fazer um bom planejamento, ter paciência para executar o seu plano e ainda teve enorme experiência para aguardar os resultados, finalmente, soube organizar espaços suficientes e bem preparados para conservar os estoques de alimentos para aguardar o período de vacas magras.

Organizar a empresa depende de um conjunto de medidas e estratégias para obter o sucesso esperado, José soube aproveitar suas habilidades e conduziu por muitos anos uma revolução administrativa, organizar depende de continuidade com equipe preparada, capacitada e com regras muito bem definidas.


José utilizou todas as ferramentas que estavam a sua disposição na época e em tempos atuais, temos vários softwares, cursos, programas 5S, visitas técnicas e muitas outras preparadas por vários especialistas, basta dar um passo e acreditar que o impossível não existe, as dificuldades existentes, são formas de preparar você para dias melhores.

Grandes administradores têm como referência a Bíblia Sagrada e obtém sucesso em seus projetos, José é um exemplo ‘a seguir.

A Bíblia no seu livro de Gênesis nos ensina algo tão importante, que não foi enxergado pelos que gerenciam as empresas.

*Juan Cacio Peixoto é Bibliotecário e Consultor da Acervo Organização e Guarda de Documentos, para saber mais, acesse www.acervo.com.br