segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Museu Sarney deve reabrir nesta segunda

A notícia do fechamento, na sexta-feira, 16, causou insatisfação nos moradores do Desterro, bairro beneficiado pelas ações sociais da instituição.

São Luís - A Fundação da Memória Republicana, museu que abriga o acervo do ex-presidente José Sarney (PMDB), deverá voltar a funcionar nesta segunda-feira, menos de 72 horas após a presidente da instituição, Anna Graziela, ter anunciado o fim das atividades por conta da exoneração de 48 funcionários e a suspensão no repasse de recursos.


O governador Flávio Dino (PCdoB) montou uma comissão composta por representantes do governo, especialistas técnicos e pessoas do bairro para avaliar a situação da fundação. A notícia do fechamento, na sexta-feira, 16, causou insatisfação nos moradores do Desterro, bairro beneficiado pelas ações sociais da instituição.

De acordo com o governo, a comissão vai ser responsável por continuar com as atividades já desenvolvidas na instituição, que abriga o Convento das Mercês. Há também promessa de ampliar a programação após estudos das necessidades e demandas da comunidade.

"Vamos manter as atividades em prol da comunidade e ainda ampliar a programação", explicou o secretário de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry. Atualmente, a FMRB oferece às crianças e aos jovens do bairro do Desterro e adjacências projetos de reforço escolar, cursos profissionalizantes e curso pré-vestibular.

A presidente Anna Graziela Costa se disse surpresa com a decisão do governo de criar uma comissão. "Sinceramente, confesso que estou estarrecida. Há uma lei até hoje em vigor, e não tenho conhecimento de que essa lei foi modificada, que me confere a função de presidente do órgão. Não fui comunicada da reabertura e nem nunca fui acionada por qualquer pessoa do governo, mesmo já tendo empreendido esforços para que essa interlocução ocorresse", afirmou. Ela disse ainda não entender o motivo do governo em não querer dialogar com ela.

Segundo o governo do Estado, desde o dia 2 de janeiro, a fundação está sob a gestão da secretaria de Cultura. A responsável pela pasta, Ester Marques, informa: "Essa comissão que assume hoje a fundação realizará estudos sobre a estrutura do prédio, sobre as atividades já desenvolvidas e sobre o importante acervo histórico ali presente".

Atualmente a Fundação da Memória Republicana abriga uma exposição permanente sobre a vida do ex-presidente José Sarney, assim como duas temporárias relacionadas ao Porto do Itaqui e a Casa da Química. Inúmeras outras atividades são desenvolvidas no espaço, como a Banda do Bom Menino, que oferece a crianças em contexto de vulnerabilidade social, uma oportunidade de aprender tocar instrumentos, assim como colônia de férias e ações culturais. O Convento das Mercês também é um local de movimentação turística.

Fonte: www.em.com.br em 19.01.2015